Esse conteúdo tem como objetivo te ajudar a criar os primeiros relatórios no Looker, fazer algumas atividades básicas e entender alguns conceitos.

Apresentando a Plataforma

Depois de receber o email do Looker e criar seu usuário, você terá acesso a página inicial.

Na página inicial você tem acesso aos relatórios vistos recentemente, tanto por você quanto por outros usuários.

Criando meu primeiro relatório

Para criar seu primeiro relatório, basta clicar em "Explore" e selecionar uma tabela com as informações que você precisa. Por exemplo, se você quer saber quantos acessos um conteúdo tem, é só selecionar "Access", se você quer saber o id de um usuário, é só clicar em "Users". Você pode ver a explicação completa clicando aqui.

Como exemplo, vamos entender como criar um relatório para descobrir quais os conteúdos mais acessados de uma conta.

  1. Clique no explore "Accesses"
  2. Na tela de Explore, você terá o menu de dimensões e medidas. Para criar o relatório você precisa escolher pelo menos uma dimensão. Nesse exemplo, vamos selecionar as dimensões: Content - Title (Nome do Conteúdo); Access - Count (Quantidade de Acessos); Users - Count of All Users (Contagem de Usuários).

Demonstração:

Após selecionar as dimensões e medidas, você terá a seguinte tela:

Você já pode clicar em "Run" para gerar o relatório, porém é sempre interessante utilizar os filtros para ter informações mais específicas. No nosso exemplo, queremos entender o comportamento atual, logo vamos utilizar o filtro de "Accesses - Created Date" nos últimos 60 dias, assim conseguimos ver os resultados mais recentes de acesso.

Para selecionar o filtro, basta posicionar o ponteiro do mouse na dimensão e selecionar "Filter".

Depois de apertar o "Run" e os dados carregarem, você verá a tabela com os resultados. Você vai perceber que o Looker estabelece um limite de linhas para sua tabela em "Row Limit" na aba de "Data", o padrão é de 500 e o máximo é de 5000 linhas. Se você precisar utilizar mais linhas, mais a frente você saberá como exportar todos os dados de um relatório.

Tabela ilustrativa

Você ainda pode criar "Calculations" que são medidas utilizadas em relatórios específicas e não ficam salvas como padrão. No nosso exemplo, podemos criar dois novos "Calculations":

  1. Medir a razão entre o total de acessos e de usuários por conteúdo. Assim conseguimos entender quantas vezes um usuário acessou o mesmo conteúdo;
  2. Medir a participação de cada conteúdo no total de acessos da conta. Com essa informação, você entende se os acessos estão concentrados em conteúdos específicos ou dissipados.

Para criar uma medida, clique em "Calculations", uma tela de edição aparecerá.

Nessa tela, você pode criar diversas operações, como soma, subtração, multiplicação ou até mesmo obter a média ou mediana de um grupo de dados. O looker tem um guia que mostra todas as operações possíveis, é só clicar aqui.

No nosso caso, vamos dividir o número de acessos pelo número de usuários. É só fazer de acordo com a imagem abaixo:

Quando começar a escrever o nome do campo, o looker já te dá sugestões que você pode utilizar. Você deve alterar o nome e o formato do dado apresentado:

Para criar a segunda métrica, clique em "Add Table Calculation" e será criada uma nova área para edição. Essa métrica pode ser um pouco mais elaborada e para obtermos a participação no total de acessos de cada conteúdo, precisamos dividir os acessos de um conteúdo pelo total de acessos. É só seguir o exemplo na imagem abaixo:

Depois de salvar e clicar em "Run" novamente, o resultado final será parecido com esse:

Imagem ilustrativa

Imagine agora que você quer aprofundar um pouco seu conhecimento e investigar os acessos por dia de um conteúdo específico. Basta clicar no nome do conteúdo e depois em "Filter on" e automaticamente será criado um filtro para esse conteúdo.

Agora só falta selecionar o campo "Accesses - Created Date" para mostrar a data de quando os acessos a esse conteúdo ocorreram.

Depois é só apertar "Run" novamente e obter a nova tabela.Você ainda criar gráficos para facilitar a leitura do dado, clicando em "Visualization".

Visualization

Na aba de visualização, você determina como os dados devem ser apresentados. O Looker automaticamente criará uma visualização que se encaixa no modelo de dados selecionados, mas é possível escolher entre diversas visualizações. As mais comuns são:

  • Tabela;
  • Barra Horizontal;
  • Barra Vertical;
  • Linhas ou Área;
  • Big Numbers - para indicadores ou quando você quer apresentar somente um dos dados do relatório.

Você pode conferir todos os modelos clicando aqui e todas as configurações possíveis em cada modelo de visualização.

Salvando meu primeiro relatório

Agora que você já criou o relatório e tem a visualização desejada, você pode salvar esse formulário na sua pasta para acessar sempre que necessário.

Para isso, clique na engrenagem ao lado de "Run" no topo superior direito da tela.

Quando você seleciona a opção "Save as a Look", você precisa dar um nome para seu relatório e selecionar em qual pasta você pretende salvá-lo. Você pode deixar salvo em sua pasta pessoal que terá seu nome, ou na pasta compartilhada "Shared", isso significa que todos os usuários da sua conta conseguirão acessar esse conteúdo.

Fazendo Download do meu Relatório

Para fazer o download do seu novo relatório, basta clicar na engrenagem ao lado de "Run" e depois em "Download".

Você pode selecionar o formato do arquivo em "File Format", em "Results" escolher se as configurações de visualização serão aplicadas ou não e em "Values" se o formatação (porcentagem, por exemplo) será mantida.

Uma parte importante é o "Limit", por padrão o looker só exibe 500 linhas, se a opção "Results in Table" continuar assinalada, somente essas linhas serão exportadas. Já se a opção "All Results" for marcada, todos os dados do relatório, mesmo os não apresentados, serão exportados.

Acessando meus Relatórios Salvos

Bom, você já criou relatórios incríveis e quer utilizá-los para acompanhar seus indicadores. Você tem acesso a sua pasta por aqui:

Na sua pasta você terá a lista de todos os relatórios salvos, com a opção de favoritar qual você considera mais relevante. Também é possível fixar o relatório na sua home do Looker clicando no menu a direita e depois em "Pin to a board".

Agendando o envio de um relatório

Agora que seu relatório está salvo, você pode agendar o envio para um email (que não precisa ter uma conta criada no Looker). É possível realizar o agendamento na sua pasta ou no próprio relatório.

Na sua pasta, no relatório desejado, basta clicar no menu a direita e depois em "Add Schedule". Dentro do relatórios, clique na engrenagem ao lado de "Edit" e depois em "Schedule" ou em "Create Schedule" na barra lateral de detalhes . A seguinte tela irá se abrir:

Você precisa escolher a forma de envio, os emails que receberão o relatório, o formato dos dados e qual a periodicidade do envio dos dados.

Criando um Dashboard

Depois de criar alguns relatórios, você já pode começar a criar seus Dashboards de acompanhamento. O Dashboard permite agrupar vários relatórios em uma só tela, gerando insights e facilitando a visualização das informações. Um bom exemplo é nosso Dashboard de acompanhamento padrão que está na tela de Relatórios do Skore.

Para criar seu primeiro Dashboard, vá na pasta onde pretende salvá-lo e clique em "New", no canto superior direito da tela.

Escolha um nome e vá para a tela de edição. Nessa tela podemos utilizar relatórios que já criamos, no Looker nossos relatórios salvos ganham o nome de "Looks", para adicionar um desses relatórios no seu Dashboard, clique em "Looks" no menu da tela. Escolha o relatório que quer utilizar e posicione da maneira desejada.

Além dos "Looks", você também pode criar novos relatórios, esses relatórios só ficam disponíveis para seu Dashboard e são os "Tiles". Clique em "New Tile", escolha um explore e crie seu relatório normalmente.

Para utilizar filtros, clique em "Filters" no menu da tela. Na tela do filtro, escolha um nome para seu filtro e determine seu tipo:

  • Field: Uma dimensão ou medida
  • Date: Campo de data que pode ser diferente para cada relatório do Dashboard. Exemplo: data de criação de acesso em um relatório e data de inclusão do conteúdo em outro.
  • Number: Possibilita utilizar os campos que estão especificados como número.
  • String: Possibilita utilizar os campos que estão especificados como texto.

Sugiro que utilize a opção "Field" para a maioria dos filtros que criar, será mais fácil correlacionar os relatórios e fazer alterações quando necessárias.

Determine um valor padrão para ser aplicado ao filtro em "Default Value" e por último relacione o filtro aos relatórios presentes no Dashboard. Se você utilizou a opção "Field", é só clicar em "All" e todos os relatórios, estarão automaticamente relacionados, lembrando que não é obrigatório aplicar um filtro em todo Dashboard.

Caso você utilize as outras opções, precisará escolher a dimensão que relaciona o filtro a cada relatório.

Antes de salvar seu Dashboard, configure as "Settings" no menu da tela. Nessa etapa, você determina o período de "Refresh" dos relatórios, essa é uma boa configuração caso você agende o envio do relatório, garantindo que as informações estejam sempre atualizados.

Salve seu novíssimo Dashboard e aproveite seus dados sabiamente.

Encontrou sua resposta?